Mostrando postagens com marcador Resenha. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Resenha. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, outubro 14, 2021



Série Girls Meet Duke da Tessa Dare | Romance de Época


Quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por romance de época. E a minha autora favorita desse gênero, sem dúvidas, é a Tessa Dare. Além de ser uma pessoa incrível que está sempre interagindo nas redes sociais com seus leitores (Recentemente ela começou a aprender a falar português e nos divertiu demais comentando o BBB 21 no twitter e usando todos os nossos memes haha), as suas histórias são incríveis, cheia de representatividade e com romances intensos. O diferencial da Tessa pra mim é que dentro do gênero do romance de época, infelizmente existem algumas problemáticas nas histórias devido ao ano em que o livro foi escrito e até mesmo o século que ele retrata. Mas eu não encontro isso nos livros da Tessa, são sempre romances lindos que me ganham completamente. Eu já li e tenho tudo que foi lançado dela aqui no Brasil e não vejo a hora de ler mais!


Hoje eu quero falar da série mais recente dela que ainda está sendo lançada aqui pela Editora Gutenberg e se chama Girls Meet Duke: O nome já diz tudo, né? São moças que vão encontrar um Duque em suas vidas. A série é composta por 4 livros (somente três já foram publicados aqui) e vai contar a história de 4 amigas bem peculiares e sua jornada de aventura pelo amor. Vou falar da sinopse de cada livro e no fim vou dar a minha opinião sobre eles e a série como um todo.


Um Casamento Conveniente
Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho.
Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida.
Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.
Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?


Um amor conveniente
Depois de perder o seu sustento, Alexandra Mountbatten assume uma tarefa impossível: transformar duas órfãs rebeldes em damas da sociedade. Alex, porém, logo percebe que não é de disciplina que as crianças precisam, e sim de um lar repleto de amor. Mas como irá convencer o guardião delas, Chase Reynaud, disso?
Chase é herdeiro do duque e um verdadeiro cretino quando se trata de assuntos do coração. Várias damas de Londres tentaram mudá-lo, mas falharam na missão. Como qualquer libertino que se preze, Chase vive de acordo com uma regra: não se apaixonar. Quando uma jovem obstinada tenta corrigir o seu comportamento, o futuro duque decide provar-lhe que não pode ser domado. Contudo, Alex é inteligente, perspicaz e apaixonante, excedendo as expetativas de Chase. Além disso, ela recusa-se a vê-lo como uma causa perdida, sentindo que deve alcançar o seu coração para ajudar as duas órfãs. Mas conseguirá ela proteger seu próprio coração?


Uma Aposta Irresistível 
Penny Campion é uma jovem nobre, filha de um duque, que não quer conviver com a alta sociedade, preferindo ficar em casa cuidando dos seus animais de estimação. É uma mulher leal e caridosa, sendo incapaz de encontrar uma criatura vulnerável sem a levar para casa. Contudo, sua tia quer que ela participe de eventos sociais e se livre dos animais a todo custo. Caso contrário, Penny terá de viver afastada, no campo, com o intransigente irmão.
Gabriel Duke é um milionário que compra a casa ao lado da de Penny por saber que esta, como futura duquesa, poderá valorizar a propriedade dele. Ele é conhecido como o Duque da Ruína, pois é especialista em arruinar nobres. Quando enfim descobre que Penny corre risco de ser mandada para longe, Duke se oferece para a ajudá-la. É então que Penny percebe que por trás de um homem aparentemente cruel existe um coração ferido.

O Quarto livro dessa série ainda não foi lançado, mas já sabemos que vai contar a história da última amiga, Nicola. No final do terceiro livro já vemos algumas pistas sobre o desenvolvimento da história dela e deixou nós leitores bem curiosos!


Minha Opinião sobre a série:
É muito difícil falar sobre favoritos de uma autora que eu amo praticamente tudo que escreve. Mas tenho o sentimento de que essa é minha série favorita da Tessa Dare (não que as duas outras não sejam igualmente maravilhosas). Mas eu amei TANTO todos os elementos aqui e o equilíbrio entre a diversão e a intensidade do romance que existe, que eu realmente tenho um apego muito grande.
Quando eu li Um Casamento Conveniente eu fiquei em êxtase com a história. Achei incrível a química do casal desde a primeira cena (eu amo que a Tessa nunca perde tempo ou enrola para nos apresentar o desenvolvimento do romance). O Ashbury se tornou meu personagem favorito da autora, cheio de camadas, divertido (mesmo que não seja a intenção) e autêntico. Esse livro não tem um defeito!
Aí veio Um amor conveniente que é uma ótima sequência. Por enquanto ele foi o único da série que não dei 5 estrelas (minha nota foi 4.5), mas porque senti que faltou alguma coisinha pra me ganhar completamente. O que não significa que não tenha sido um livro incrível. Eu amei os personagens, o romance e as partes cômicas. As crianças e a boneca (sério, foi a melhor coisa da história) são maravilhosas. Garante boas risadas e coração quentinho.
E pra finalizar (pelo menos por enquanto) veio Uma Aposta Irresistível. Eu não tenho estruturas pra esse livro, tanto que eu disse que foi o melhor romance de época que já li (pelo menos entre as autoras que contam histórias mais leves e divertidas). As vezes fico balançada porque lembro o quanto eu amo o primeiro livro dessa série, então ouso dizer que ambos são igualmente perfeitos. Esse livro aqui é grandioso justamente pela construção das histórias anteriores e pela participação de todos os personagens. É como um presente incrível, uma linda festa. Ele é surreal de tão engraçado e apaixonante e temos o ápice de um elemento que a Tessa ama e que tem praticamente em todos os seus livros: Animais fofinhos!

Resumindo: Vale muito a pena ler essa série e estou completamente ansiosa pelo próximo livro. Você pode ler essa série sem ter lido nenhuma outra da autora, porque ela não tem conexão com as séries antigas, mas para uma melhor experiência de leitura acho importante ler os livros na ordem: Um casamento conveniente, Um amor conveniente e Uma aposta irresistível.
Pra finalizar vou deixar uma imagem que fiz contendo as três séries lançadas pela autora aqui no Brasil:


Gostaram? Já leram ou pretendem ler algo da autora? Deixem aqui nos comentários. Beijos e até o próximo post!

quarta-feira, agosto 11, 2021



Resenha de Livro: Amor de Redenção - Francine Rivers


Hoje eu trouxe para vocês a resenha de um livro que eu li esse ano de 2021 e que se tornou meu favorito da vida. Esse livro é o romance de época Amor de Redenção da autora Francine Rivers.

Título original: Redeeming Love
Autor: Francine Rivers
Tradução: Alyda Sauer
Editora: Verus
Número de Páginas: 460
Ano de Publicação: 2010

Sinopse: Pode o amor de Deus resgatar uma pessoa que não acredita mais no amor humano? Califórnia, 1850. Uma época em que os homens vendiam a própria alma por um punhado de ouro e as mulheres vendiam o próprio corpo por um lugar para dormir. Angel aprendeu a não esperar dos homens nada além de traição. Vendida como prostituta ainda criança, a única maneira que ela encontra para sobreviver é mantendo o ódio bem vivo em seu coração. E o que ela mais odeia são os homens que a usaram, deixando-a com um imenso vazio interior. Até o dia em que ela conhece Michael Hosea. Um homem que busca o divino em todas as coisas, Michael obedece ao chamado de Deus para que se case com Angel e a ame incondicionalmente. Aos poucos, ele vai conquistando um lugar cada dia maior no coração de sua esposa, que começa a se abrir para ele. Mas, com a chegada inesperada desse amor, Angel é invadida por sentimentos arrebatadores de medo e de desprezo por si mesma. E então ela foge, de volta para a escuridão, para longe do amor perseverante de seu marido, morrendo de medo da verdade que ela já não pode negar: sua cura definitiva deve vir daquele que a ama mais até do que Michael… aquele que jamais vai abandoná-la. Amor de redenção é um clássico atemporal, uma história transformadora sobre o amor incondicional, redentor e absoluto que está ao alcance de todos nós.


"... Esta é a vida que quero lhe dar. É isso que estou lhe oferecendo (...) Quero encher sua vida de cor e de calor, quero enchê-la de luz."

Amor de Redenção é um romance de época cristão inspirado na história bíblia de Oseias e Gomer e também uma metáfora do amor de Deus com seu povo. Ele foi o primeiro romance escrito pela autora depois que se tornou cristã. Mas ele não é um livro religioso, apesar de tudo, acredito que qualquer pessoa independente de sua crença consegue ter uma leitura satisfatória desse livro.

O que eu achei: ⁣
Foi uma experiência tão incrível ler este livro, que quando acabei fiquei semanas refletindo sobre ele. É uma história intensa, dolorosa e de muitos gatilhos. Tudo o que a Angel passa até enfim ter a sua redenção é tão emocionante que é impossível tão se sentir intimamente tocado. A Angel e o Michael me ganharam de uma forma arrebatadora e ler essa história mudou minha vida de leitora. Eu tenho vários livros que são favoritos e que me marcaram em vários momentos e sou muito grata a essas leituras. Mas Amor de Redenção com certeza está no topo desses livros pela explosão de sentimentos que me trouxe. Me destruiu, me fez chorar muito e entender que o amor realmente é capaz de nos transformar. Mas apesar do livro ser um romance de época, ele nos apresenta muito mais do que o romance entre os protagonistas Angel e Michael, ele fala sobre o amor de Deus de uma forma muito bonita e especial. Acompanhar a tragetoria da Angel rumo a esse amor é indescritível. ⁣

E para quem não sabe, este filme será adaptado para o cinema e conta com um elenco de peso como: Nina Dobrev, Eric Dane, Abigail Cowen  Famke Janssen, Tom Lewis entre outros. O filme está previsto para o início de 2022 e não sei se aguento de ansiedade! Já tinha ouvido falar dessa história ou de algum outro livro da autora? Espero que tenham gostado da resenha. Beijos e até o próximo Post! 

segunda-feira, junho 14, 2021



Porque eu leio e amo romances de época?

Olá meus amores. Tudo bem? Hoje vim falar sobre um gênero literário que está presente na minha vida desde 2015 e que desde então eu amo cada vez mais que são os romances de época.

O romance de época é uma obra de ficção que se passa em séculos anteriores ao que vivemos. Ele desenvolve histórias de amor que tem como pano de fundo aquela sociedade bem como seus costumes. A autora não traz obrigatoriamente fatos verídicos e toma como licença ajustar detalhes ou a linguagem que achar mais apropriada. Algumas pessoas acham que esses livros têm o mesmo formato dos livros clássicos de autoras como Jane Austen, por exemplo. Mas a diferença é que a Jane Austen escrevia romances contemporâneos à sua época. Ela vivia na época em que escrevia. Já os romances de época são escritos por autoras contemporâneas a nós, por isso tem um enredo mais fácil de entender, uma linguagem e formato mais leve e até mesmo mais apaixonada. Esse tipo de romance segue normalmente um padrão de histórias envolventes com finais felizes.



Como eu comecei a ler e o que me atrai nos romances de época?

Eu descobri o mundo do romance de época através do livro O Duque e eu da série dos Bridgertons da Julia Quinn (que atualmente foi adaptada para uma série na Netflix). Lembro exatamente minha experiência de leitura: O ano era 2015 e eu estava fazendo uma viagem de férias com meu marido. Eu devorei o livro no aeroporto e durante o voo, fiquei completamente apaixonada e desde então se tornou um gênero bem presente em minha rotina de leitura.
O que eu mais amo no romance de época é muito mais ficcional do que real, porque sabemos bem que aquela época não era fácil, principalmente para nos mulheres. Mas a leitura nos faz fantasiar um mundo mágico de duques, roupas maravilhosas, casas e castelos lindíssimos e móveis provençais. Eu fui me adaptando com os títulos de nobreza, os costumes da época e todo essa sensação de paixão e encantamento que existe nesses livros. É uma delícia!


Minha autora de romance de época favorita hoje é a Tessa Dare que além de ser uma pessoa incrível, nos proporciona histórias maravilhosas... Eu sou completamente apaixonada em tudo que essa mulher escreve! Mas eu também gosto de muitas outras autoras do gênero, tanto internacionais quanto nacionais e sempre estou procurando descobrir mais neste meio. Gostaria de ressaltar também que a maioria dos livros deste gênero fazem parte de séries. As séries não são histórias com continuidade (ou seja, vários livros de um mesmo casal), mas geralmente fazem parte de um mesmo universo, mesma família ou grupo de amigos. Então por mais que não seja obrigatório ler na ordem já que não vai haver grandes spoilers (somente de casais que se formaram em livros anteriores e etc) mesmo assim é uma coisa que eu recomendo fazer para a experiência ser mais prazerosa. 

Eu quero compartilhar com vocês 3 indicações de livros de romances de época de autoras diferentes que eu amo (Sério, valorizem porque foi muito difícil citar somente três, eu tenho muito livro deste gênero favoritado kkkkkkkkkkk) e eu espero que vocês gostem também. 

Um casamento conveniente - Tessa Dare
Livro 1 da série Girls Meet Duke
Editora Gutenberg | 256 páginas Sinopse: Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho. Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida. Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre. Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?


A Marquesa de Havisham - Lorraine Heath
Livro 3 da série Os Sedutores de Havisham
Editora Gutenberg | 320 páginas Sinopse: O amor pode levar a loucura. E foi exatamente isso que o visconde Locksley viu acontecer com o pai, após a morte de sua amada esposa. Mas, quando o marquês decide se casar com Portia Gadstone, Locke se vê obrigado a tomar medidas drásticas para impedir que aquela mulher incrivelmente bonita se aproveite dele. O desespero levara Portia a concordar em se casar com um louco. O acordo lhe ofereceria a proteção de que precisava. Pelo menos era o que ela pensava, até o filho do marquês ler as letras miúdas do contrato e... tomar o lugar do pai! De maneira repentina, a união supostamente calma planejada por Portia se transforma em uma relação perigosa e repleta de tentações. Ao se ver apaixonada por Locke, ela descobre segredos sombrios, que ameaçam separá-los para sempre... a menos que ele arrisque tudo e entregue seu coração para o amor. 

  O Refúgio do Marquês - Lucy Vargas 
Livro 1 da série Os Preston
Editora Charme | 312 páginas Sinopse: Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes. Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos. Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera. Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem. Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?

Enfim, essas foram apenas algumas indicações da lista enorme de livros desse gênero que eu amo. Espero que se ainda não leu, goste muito da leitura. Já leu algum outro livro do gênero? Conta aqui embaixo! Beijos e até o próximo post.

segunda-feira, maio 17, 2021



A Mulher na Janela - Livo e Filme


Olá meus amores, como vocês estão? Hoje estou aqui pra falar um pouco sobre minha experiência com A Mulher na Janela, um thriller psicológico do autor A. J Finn que me deixou tensa do início ao fim. Eu li o livro há algum tempo e essa semana estreou na Netflix um filme em adaptação ao livro que estava me deixando super ansiosa. Então decidi contar um pouco sobre minha experiência com as duas obras. Mas vamos primeiro com a sinopse dessa história.

Sinopse: Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e… espionando os vizinhos. Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. “A Mulher Na Janela” é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock.

O que eu achei do livro? 
— Eu sou viciada em thriller e antes de ler A Mulher na Janela eu estava com uma certa expectativa devido a muitas resenhas positivas que tinha visto. Posso afirmar que as expectativas foram alcançadas e ainda ultrapassadas. Que livro tenso e genial! Fiquei roendo as unhas do início ao fim, desconfiando até da minha própria sombra e os dois maiores plots da história me surpreenderam demais, eu não desconfiei nem por um minuto!
O único ponto negativo é que o início do livro tenta te adaptar a rotina da Anna com a agorafobia que a mantém reclusa em casa. Essa rotina é apresentada de forma detalhada o que torna a primeira metade do livro um pouco mais arrastada. Mas quando os acontecimentos tomam rumo a história fica impossível de largar.
Dei 4 estrelas (tirando uma apenas por conta do início mesmo) mas eu indico demais! 

Então a Netflix anunciou que iria adaptar o livro a um filme com a maravilhosa Amy Adams que eu sou apaixonada e outros nomes de peso como Julianne Moore. Demorou muito para a adaptação porque quando o filme foi gravado de início não agradou aos críticos e precisou ser reformulado em algumas partes pelo que entendi. Então desde quando foi anunciado levou um tempo até finalmente sua estreia no dia 14 de Maio de 2021. 

O que eu achei do filme? 
— No geral o filme segue a mesma linha do livro, com as mesmas revelações e o rumo lógico dos fatos. Porém algumas cenas MUITO importantes foram tiradas como por exemplo a existência de um site em que a Anna acessa e conversa com outras pessoas com transtornos e fobias e uma amizade específica que ela faz nesse site. Também há uma cena de uma visita do Sr. Russel na casa dela durante a noite que eu achei que nos envolve mais na trama. Para o tempo do filme talvez eles acharam que não acrescentaria muito e essas partes dentre outras foram retiradas. Eu acho que o livro engana muito mais a gente do que o filme, que também acabou sendo um pouco corrido do meio pro final (principalmente nas cenas cheia de tensão do desfecho). Este é um thriller psicológico e o filme acabou trazendo mais ação do que esse lado mental. Eu não sou a chata que é contra mudanças no roteiro, mas realmente acho que aqui não funcionou tanto. Não é uma adaptação ruim, até vale assistir, mas a clichê frase de todo leitor cabe aqui: O livro é bem melhor.

Mas enfim, vale a pena conferir os dois formatos. Espero que vocês gostem. Me conta aqui se você leu ou assistiu e se pretende fazer isso. Beijo e até o próximo post!

terça-feira, julho 07, 2020



Releitura de A Seleção da Kiera Cass | Resenha dos livros



Olá meus amores, tudo bem? Faz tempo que não falo de livros por aqui, mas quem me acompanha no Instagram (Se não segue ainda clica aqui) sabe o quanto eu amo ler e falar sobre livros. Hoje vou falar pra vocês de uma série que eu amo demais: A Seleção da autora Kiera Cass. Faz mais de 7 anos que eu li os livros e agora que foi anunciado a adaptação da série pela Netflix (depois de sermos muito iludidos por tantos anos em que disseram que iam sair os filmes pela Warner) eu resolvi reler os livros pra saber se eu teria a mesma sensação que tive da primeira vez.

Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma.

Assim como a primeira vez que eu li, levei 1 dia pra finalizar cada livro. A leitura é bem leve e fluida o que te faz querer ler rápido pra saber o que acontece no final. Eu fiz um vlog no IGTV da leitura do primeiro livro da série, pra assistir é só clicar aqui.


O livro relata um futuro pós guerra onde os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a um país chamado Illéa onde o sistema de Monarquia vem oprimindo o povo. Esse povo é separado por castas. A Casta 1 é a Realeza, a 2 e 3 são pessoas mais ricas e da 4 em diante as pessoas vão ficando cada vez mais pobres sendo a 8 uma casta onde reside mendigos e andarilhos. A nossa mocinha America Singer é da casta 5 que são os artistas e cantores (mas que ganham uma miséria) e ela é perdidamente apaixonada pelo seu namorado Aspen Leger que por ser da casta 7 (uma acima dela e consequentemente mais pobre) ela esconde isso da sua família.
Por tradição em Illéa, todo príncipe que completa maior idade precisa arrumar uma esposa e é aí que temos A Seleção: Uma espécie de reallity show com 35 meninas escolhidas entre todas as castas que vão passar uma temporada no Palácio até restar uma, a princesa escolhida.
Nossa America tem pavor só de pensar em se inscrever, mas acaba cedendo por muita pressão da sua mãe e de Aspen que acha que ela deveria ao menos arriscar uma vida melhor, já que quem participa da Seleção recebe muitas gratificações do governo para a família. Ela se inscreve jurando que nunca será selecionada, mas vocês já sabem o que vai acontecer.


"Você precisa parar de achar que eu sou assim. Quando estamos juntos, não sou uma Cinco nem você é um Seis. Somos apenas Aspen e America. É não quero nada no mundo a não ser você." - A Seleção, página 60.

"Era evidente que minha preferência por outro o incomodava, mas em vez de escolher o ódio, ele demonstrou compaixão. Esse gesto me fez confiar nele." A Seleção, página 143.

"A propósito - ele prosseguiu, elevando um pouco a voz -, se você não quiser que eu me apaixone, não pode ficar assim tão linda." A Seleção, página 275.

Eu não preciso nem dizer que no livro o príncipe Maxon será um segundo interesse amoroso da America porque a premissa de A Seleção já deixa isso muito claro pré gente. Mas pra quem não leu, resta saber que rumo isso vai tomar e quem ela vai escolher. E mesmo que pareça óbvio, não é, porque a própria autora antes de terminar a série disse estar indecisa quanto ao final dela. Mas pra não dar spoiler de nada eu não vou falar das sinopses dos livros A Elite e A Escolha, apenas vou contar sobre minhas sensações relendo a série.



É estranho como mesmo depois de tantos anos que eu li, tive os mesmos sentimentos da primeira vez. Eu amo essa série e ela tem um cantinho especial em meu coração. Sim, é uma história bem adolescente e tem algumas falhas, mas qual história não tem? Eu continuo amando e espero ansiosa as adaptações.

Meu livro preferido da série continua sendo o primeiro. Isso porque A Elite (que é o favorito da maioria das pessoas que conheço) me irrita bastante no quesito triângulo amoroso hahahaha. E A Escolha apesar de ter sido um encerramento muito satisfatório pra mim deixou muita coisa sem resolver e teve um final mega corrido, acho que poderia ser mais desenvolvido.

Existe dois livros que se passam muito tempo depois dessa história e levam os nomes de A Herdeira e A Coroa, mas eles não devem nem mesmo ser mencionados porque foram uma decepção e totalmente desnecessários.


Enfim, espero que tenham gostado de saber um pouco mais da série e quem já conhece e já leu, espero que tenham gostado das minhas observações e que também tenham a experiência de reler antes de lançar o filme. Um beijo e até o próximo post :*

sexta-feira, maio 19, 2017



Resenha | Tratamento Desmaia Fios da Eico.


Olá meus amores, como vocês estão? Aqui em SP está um friozinho maravilhoso e chove o dia inteiro, então óbvio que estou na cama embaixo das cobertas hahaha. Mas também preciso trabalhar e por isso vim falar pra vocês daquela marca de cabelos que a gente amaEico. Eles me enviaram a linha Desmaia Fios pra testar e compartilhar com vocês.

O que diz a marca

A Linha EICO Desmaia Fios foi desenvolvida a partir de um blend de 12 óleos (Óleo de Argan, Óleo de Coco, Óleo de Semente de Algodão, Óleo de Jojoba, Óleo de Macadâmia, Óleo de Chá Verde, Óleo de Camomila, Óleo de Aloe Vera, Óleo de Cálamo, Óleo de Mirra, Óleo de Oliva, Óleo de Canela), que garantem emoliência, sedosidade e uma hidratação imediata, mais profunda e duradoura.

Como usar: Após lavar e enxaguar o cabelo, aplique uma pequena quantidade do produto sobre a palma das mãos massageando, em seguida aplique do comprimento as pontas dos fios evitando a raiz e deixe agir por 1 minuto, enxágue em abundância e condicione.






O que eu achei

Eu já havia recebido há um tempo antes a máscara Desmaia Fios e foi amor instantâneo. Principalmente porque estava há um tempinho sem progressiva e a juba estava indomável, hahaha. E quando a Eico resolveu ampliar a linha com o Shampoo e o Condicionador eu já estava muito ansiosa pra testar. Gente, os produtos são melhores ainda quando usados juntos. Só tenho testado eles recentemente e estou AMANDO de verdade. Deixa o cabelo com um aspecto sedoso incrível e eles ficam realmente "desmaiados" rs. Segue uma foto da minha cabeleira durante o processo de uso:


E vocês, já conhecem a linha? Se ainda não experimentaram, corram pra comprar porque eu indico sem medo. Nada que usei até hoje da Eico me decepcionou. Compre na minha lojinha Ikesaki: https://goo.gl/dwZWTi

Sobre a Eico: Fundada em abril de 2008, a Eico se destaca pela busca incessante de produtos inovadores e de alta qualidade. Atua no segmento de cosméticos capilares e possui quinze linhas completas de produtos que atendem os diferentes tipos de cabelo. Com sede na cidade de São Paulo, a Empresa tem parceiros credenciados na capital, no interior e no litoral do estado, em Minas Gerais, Bahia e Ceará. Em franca expansão, a Eico tem o objetivo de ampliar sua gama de produtos e estender sua atuação para outros estados, levando o seu compromisso de qualidade e confiabilidade para todo Brasil. / Site: www.eico.com.br

sábado, maio 06, 2017



Cores dos novos Batons em bala Matte da Vult.


Olá meus amores, tudo bem? Hoje é dia de falar de batom (a gente nem ama, né? hahaha). Recebi a nova coleção de batons em bala acabamento matte da vult. Eu simplesmente amo as maquiagens e produtos da vult (vocês já estão cansados de ouvir isso, né?) e babei nesse press kit que me enviaram, até mesmo porque as cores são lindas. 

VULT LINHA DE BATONS TRADICIONAIS MATTE - Seguindo as principais tendências de moda e desejos das consumidoras brasileiras, a Vult lança uma linha de batons tradicionais (em bala) com acabamento matte. Ao todo são 16 tonalidades que oferecem alta cobertura e durabilidade. Sua fórmula ajuda a manter os lábios hidratados, proporcionando conforto e maciez.
Preço sugerido: R$ 19,50.

O que eu achei? - Como sempre a Vult superou as expectativas. As cores estão lindas. Eu morri de amores pelos tons de nude e na realidade o único dos batons que não gostei foi o número 05 porque eu não uso esses tons de rosinha claro. São perfeitos para aplicação e a durabilidade excelente. Fiz um vídeo rapidinho mostrando as cores em mim, vejam aqui:



Eu não tirei foto com cada batom, mas vou colocar aqui as fotos maravilhosas da Mayara Oliveira que peguei no post da Bruna Tavares.

COR 01

COR 02

COR 03

COR 04

COR 05

COR 07

COR 08

COR 09

COR 10

COR 11

COR 12

COR 13

COR 14

COR 15

COR 16

E aí, o que vocês acharam dessas cores? Qual sua preferida? Conta aqui pra gente!

sábado, março 18, 2017



Usei e Aprovei: Linha Santo Milagre


Olá meus amores, tudo bem com vocês? Faz um tempinho que não faço resenha de produtos de cabelo para vocês e hoje eu quis falar de um kit que estou usando e amando muito. É o Shampoo e Condicionador Santo Milagre da Seduction que é uma marca da Eico, que eu amo demais. Recebi os dois da Netfarma que é uma farmácia online cheia de coisa bacana, incluindo cosméticos.

Mas vamos falar sobre os produtos... O que a linha promete? A Linha Santo Milagre da Seduction possui uma fórmula que proporciona aos cabelos um tratamento revitalizante e hidratante, com combinação da Manteiga de Murumuru, Manteiga de Karite e Silicones especiais. Resultado? Cabelos hidratados, macios, brilhantes e protegidos. 







O que eu achei? Demorei um pouquinho depois que recebi pra resenhar porque produto de cabelo a gente tem que testar mais vezes pra ter realmente certeza dos resultados. A primeira coisa que eu amo demais nos produtos da Eico é a quantidade. Vem 1 litro de shampoo e condicionador, gente! Rende muito (porque shampoo em geral acaba rápido né?). E também amo as embalagens <3 Agora sobre o produto, mais uma vez me sinto satisfeita com a marca. Meu cabelo já estava bem hidratadinho porque eu ando cuidando mais. Então não achei que pudesse notar tanto a diferença, mas usando com frequência ele ficou ainda mais macio e cheio de brilho. Aumentou apenas um pouquinho a oleosidade, mas como eu alisei recentemente pode ter sido por isso. Mas no geral gostei bastante de ambos, até meu marido está usando todo dia HAHAHA.

Você pode adquirir ele no site da Netfarmawww.netfarma.com.br
 
Nanda Dória.